quinta-feira, 16 de abril de 2009

O Bandido da Luz Vermelha (1968)





"Um assaltante misterioso usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas de São Paulo. Apelidado pela imprensa de "O Bandido da Luz Vermelha", traz sempre uma lanterna vermelha e conversa longamente com suas vítimas. Debochado e cínico, este filme se transformou num dos marcos do cinema marginal."




Que tal um pouco mais de cinema marginal, e agora sem sombra de dúvida o maior ícone do gênero. Rogério Sganzerla promove uma das mais ácidas críticas ao sistema de valores do Brasil da década de 1960, dechando da família, do Estado e das relações sociais mesquinhas durante o regime ditatorial. Ao meu ver um filme mais que obrigatório.




Um comentário:

  1. De tirar o chapéu...

    Isso sim é um bom filme brasileiro...

    ResponderExcluir